Liturgia diária: 30ª Semana do Tempo Comum – Sexta-feira – 03/11/2017

Primeira leitura: Carta de São Paulo aos Romanos (Rm 9,1-5)

Os privilégios de Israel –Digo a verdade em Cristo, não minto, e disso me dá testemunho a minha consciência pelo Espírito Santo: tenho uma grande dor e um contínuo sofrimento no coração. Sim, eu gostaria de ser amaldiçoado e separado de Cristo em favor dos meus irmãos de raça e sangue. Eles são israelitas e possuem a adoção filial, a glória, as alianças, a legislação, o culto e as promessas; deles são os patriarcas e deles nasceu Cristo segundo a condição humana, que está acima de tudo. Deus seja bendito para sempre. Amém.

Opinião – Paulo expressa nesta parte a distinção que era feita entre os cristãos e os israelitas, que por mais que tenham sido o povo escolhido e tendo Jesus nascido de dentro deles, ainda se mantém distantes da Palavra que Ele trouxe, não acreditando que Jesus era um com Deus.

Salmo responsório (Sl 147)

— Glorifica o Senhor, Jerusalém!

Glorifica o Senhor, Jerusalém!

— Glorifica o Senhor, Jerusalém! Ó Sião, canta louvores ao teu Deus! Pois reforçou com segurança as tuas portas, e os teus filhos em teu seio abençoou.

Glorifica o Senhor, Jerusalém!

— A paz em teus limites garantiu e te dá como alimento a flor do trigo. Ele envia suas ordens para a terra, e a palavra que ele diz corre veloz.

Glorifica o Senhor, Jerusalém!

— Anuncia a Jacó sua palavra, seus preceitos, suas leis a Israel. Nenhum povo recebeu tanto carinho, a nenhum outro revelou os seus preceitos.

Glorifica o Senhor, Jerusalém!

Opinião – este salmo realça como Deus teve por Israel seu povo escolhido, e por isso o Salmo orienta a que Jerusalém glorifique ao Senhor.

Evangelho de Jesus Cristo segundo São Lucas (Lc 14,1-6)

Festejar o sábado é dar vida aos homens – Num dia de sábado aconteceu que Jesus foi comer em casa de um dos chefes dos fariseus, que o observavam. Havia um homem hidrópico diante de Jesus. Tomando a palavra, Jesus falou aos especialistas em leis e aos fariseus: “A Lei permite ou não permite curar em dia de sábado?” Mas eles ficaram em silêncio. Então Jesus tomou o homem pela mão, o curou, e o despediu. Depois disse a eles: “Se alguém de vocês tem um filho ou um boi que caiu num poço, não o tiraria logo, mesmo em dia de sábado?” E eles não foram capazes de responder a isso.

Opinião – novamente Jesus mostra que as leis e regras da sociedade, propagadas por aqueles que seriam os justos e mais sábios da sociedade, são erradas: o que realmente importa, e lei suprema, é fazer o bem ao próximo sempre que possível.

Na homilia de hoje o Padre Roger Araújo continua essa linha de que devemos respeitar as Leis e tradições ou costumes, mas devemos sempre lembrar que fazer o bem ao próximo é mais importante que o cumprimento de qualquer lei, destaco o seguinte trecho:

Precisamos cuidar uns dos outros, precisamos dar o melhor de nós para olhar o sofrimento e a dor deles.

Uma boa noite a todos.

Textos leituras: Bíblia Sagrada – edição Pastoral – Editora Paulus 1990, 65º impressão
Disponível em: http://www.paulus.com.br/biblia-pastoral/_INDEX.HTM

Salmo: Canção nova. Disponível em https://liturgia.cancaonova.com/liturgia/30a-semana-tempo-comum-sexta-feira/?sDia=3&sMes=11&sAno=2017

Liturgia diária: 27º Domingo do Tempo Comum – 08/10/2017

Primeira Leitura: Livro do Profeta Isaías (5,1-7)

Julguem vocês mesmos – Cantarei em nome do meu amigo um canto de amor para a sua vinha. O meu amigo possuía uma vinha em fértil colina. Capinou a terra, tirou as pedras e plantou nela videiras de uvas vermelhas. No meio, construiu uma guarita e fez um tanque de pisar uvas. Esperava que produzisse uvas boas, mas ela produziu uvas azedas. E agora, moradores de Jerusalém e homens de Judá, eu lhes peço: julguem entre mim e a minha vinha. O que mais eu deveria ter feito pela minha vinha, que não fiz? Por que esperei que desse uvas boas, e ela me deu uvas azedas? Pois agora, vou dizer-lhes o que farei com minha vinha: vou arrancar a sua cerca para que sirva de pasta; derrubarei o seu muro para que seja pisada. Vou fazer dela um matagal: ficará sem poder e sem capinar, só mato e espinhos crescerão nela; e às próprias nuvens eu mandarei que não chovam sobre ela. A vinha de Javé dos exércitos é a casa de Israel, e sua plantação preferida são os homens de Judá. Eu esperava deles o direito, e produziram injustiça; esperava justiça, e aí estão gritos de desespero!

Opinião – nesta passagem é mostrado como as vezes o esforço não é recompensado, até mesmo quando Deus fez de tudo pelo povo, o resultado ainda não foi o esperado por Ele, foi entregue o melhor ao povo, e o povo devolveu só o oposto. Diante disso nós faríamos o mesmo, destruir o projeto anterior e começar um novo, porém não foi o que ocorreu após o diluvio, Deus jurou não destruir seu projeto, que somos nós, e por isso enviou Jesus, seu filho, e mesmo este foi ignorar por muitos. Não sejamos iguais esses muitos, nos lembremos do exemplo de Jesus e utilizemos ainda do melhor que Deus nos deu, nossas vidas, e saibamos usa-las ao máximo de nosso potencial, não percamos tempos atrapalhando ou prejudicando o próximo, que cada minuto de nossa existência seja utilizado para nossa melhoria, nosso progresso, assim também progredindo em conjunto a nossa sociedade.

Salmo Responsório (Sl 79)

— A vinha do Senhor é a casa de Israel.

A vinha do Senhor é a casa de Israel.

— Arrancastes do Egito esta videira, e expulsastes as nações para plantá-la; até o mar se estenderam seus sarmentos, até o rio os seus rebentos se espalharam.

A vinha do Senhor é a casa de Israel.

— Por que razão vós destruístes sua cerca, para que todos os passantes a vindimem, o javali da mata virgem a devaste, e os animais do descampado nela pastem?

A vinha do Senhor é a casa de Israel.

— Voltai-vos para nós, Deus do universo! Olhai dos altos céus e observai. Visitai a vossa vinha e protegei-a!

A vinha do Senhor é a casa de Israel.

— Foi a vossa mão direita que a plantou; protegei-a, e ao rebento que firmastes!

A vinha do Senhor é a casa de Israel.

— E nunca mais vos deixaremos, Senhor Deus! Dai-nos vida, e louvaremos vosso nome! Convertei-nos, ó Senhor Deus do universo, e sobre nós iluminai a vossa face! Se voltardes para nós, seremos salvos!

A vinha do Senhor é a casa de Israel.

Opinião – Salmo que pede pela proteção de Deus novamente, ainda seguindo a linha da passagem da vinha da primeira leitura. Por vezes nossas ações atraem reações negativas, seguindo a lei do universo de que toda ação há uma reação, então devemos aprender não somente a pedir proteção a Deus, mas a merece-la, não ficarmos acumulando erros, pecados, realizações de desejos mundanos e depois corrermos para a proteção do Pai quando as coisas não estiverem da maneira que achamos justo, sejamos primeiro justos, corretos, direitos, para então sermos dignos da proteção e justiça do pai.

Segunda Leitura: Carta de São Paulo aos Filipenses (Fi 4,6-9)

Não se inquietem com nada. Apresentem a Deus todas as necessidades de vocês através da oração e da súplica, em ação de graças. Então a paz de Deus, que ultrapassou toda compreensão, guardará em Jesus Cristo os corações e pensamentos de vocês.
Finalmente, irmãos, ocupem-se com tudo o que é verdadeiro, nobre, justo, puro, amável, honroso, virtuoso, ou que de algum modo mereça louvor. Pratiquem tudo o que vocês aprenderam e receberam como herança, o que ouviram e observaram em mim. Então o Deus da paz estará com vocês.

Opinião – passagem que reforça a minha interpretação sobre a primeira leitura de o salmo de hoje: sejamos dignos das maravilhas de Deus antes de ficarmos suplicando a tudo para Ele; pois agindo de maneira direita, correta, nos tornamos dignos das maravilhas de Deus e por nossas próprias ações iremos plantar e colher, produzir vidas corretas e boas para nós, sempre nos lembrando do exemplo de Jesus Cristo e seguindo a Luz que a Palavra e o Conhecimento nos trazem.

Evangelho de Jesus Cristo segundo São Mateus (Mt 21,33-43)

Jesus acusa as autoridades – “Escutem essa outra parábola: Certo proprietário plantou uma vinha, cercou-a, fez um tanque para pisar a uva e construiu um torre de guarda. Depois arrendou a vinha para alguns agricultores e viajou para o estrangeiro. Quando chegou o tempo da colheita, o proprietário mandou seus empregados aos agricultores para receber os frutos.
Os agricultores, porém, agarraram os empregados, bateram num, mataram outro, e apedrejaram o terceiro. O proprietário mandou de novo outros empregados, em maio número que os primeiros. Mas eles os trataram da mesma forma. Finalmente, o proprietário enviou-lhes o seu próprio filho, pensando: ‘Eles vão respeitar meu filho’. Os agricultores, porém, ao verem o filho, pensaram: ‘Esse é o herdeiro. Venham, vamos matá-lo e tomar posse da sua herança.’ Então agarraram o filho, o jogaram para fora da vinha e o mataram.
Pois bem: quando o dono da vinha voltar, o que irá fazer com esses agricultores?”
Os chefes dos sacerdotes e os anciãos do povo responderam: “É claro que mandará matar de modo violento esses perversos e arrendará a vinha a outros agricultores, que lhe entregarão o fruto no tempo certo.”
Então Jesus disse a eles: “Vocês nunca leram na Escritura: ‘A pedra que os construtores deixaram de lado tornou-se a padre mais importante; isso foi feito pelo Senhor e é admirável aos nossos olhos’? Por isso eu lhes afirmo: o Reino de Deus será tirado de vocês, e será entregue a uma nação que produzirá seus frutos.”

Opinião – nessa passagem Jesus continua na mesma linha das outros leituras de hoje, mas troca a questão das uva azedas pela questão da ganancia humana, fazendo uma clara comparação a Sua vinda e a dádiva de Deus que é a nossa vida, e que já naquela época era desperdiçada com comportamentos mundanos. Deus mandou profetas e mais profetas, enviou seu próprio filho, Jesus, e mesmo assim a sociedade matou, ignorou ou maltratou a todos. Cabe portanto a cada um de nós escolhermos o caminho de Deus, deixarmos a Palavra entrar em nossos corações e alinharmos nossos modos de viver, nossas vidas, não aos costumes e vontades do mundo, mas sim aquelas direitas que vem de Deus.

O Padre Roger Araújo comenta na homilia de hoje justamente sobre essa nossa frieza em recebermos e aceitarmos a verdade de Deus, mesmo tendo os modos necessários, as oportunidades, ainda escolhemos termos um coração duro, gelado para esse Conhecimento, e isso irá nos afastar cada vez mais do Reino, trazendo claramente a degradação da sociedade, conforme já podemos ver.

Um bom domingo a todos.

Textos leituras: Bíblia Sagrada – edição Pastoral – Editora Paulus 1990, 65º impressão
Disponível em: http://www.paulus.com.br/biblia-pastoral/_INDEX.HTM

Salmo: Canção nova. Disponível em https://liturgia.cancaonova.com/liturgia/27o-domingo-tempo-comum/?sDia=8&sMes=10&sAno=2017

Liturgia diária: 26ª Semana do Tempo Comum – Sábado – 07/10/2017

Primeira Leitura: Ato dos Apóstolos (At 1,12-14)

A primeira comunidade – Os apóstolos voltaram para Jerusalém, pois se encontravam no chamado monte das Oliveiras, não muito longe de Jerusalém: uma caminhada de sábado. Entraram na cidade e subiram para a sala de cima, onde costumavam hospedar-se. Aí estavam Pedro e João, Tiago e André, Filipe e Tomé, Bartolomeu e Mateus, Tiago, filho de Alfeu, Simão Zelote e Judas, filho de Tiago. Todos eles tinham os mesmos sentimentos e eram assíduos na oração, junto com algumas mulheres, entre as quais Maria, mãe de Jesus, e com os irmãos de Jesus.

Opinião – relato histórico de uma reunião dos primeiros cristãos da época,

Responsório (Lc 1,46s)

— O poderoso fez por mim maravilhas, e Santo é o seu nome.

O poderoso fez por mim maravilhas, e Santo é o seu nome.

— A minh’alma engrandece ao Senhor, e se alegrou o meu espírito em Deus, meu Salvador.

O poderoso fez por mim maravilhas, e Santo é o seu nome.

— Pois ele viu a pequenez de sua serva, desde agora as gerações hão de chamar-me de bendita. O Poderoso fez por mim maravilhas e Santo é o seu nome!

O poderoso fez por mim maravilhas, e Santo é o seu nome.

— Seu amor, de geração em geração, chega a todos que o respeitam. Demonstrou o poder de seu braço, dispersou os orgulhosos.

O poderoso fez por mim maravilhas, e Santo é o seu nome.

— Derrubou os poderosos de seus tronos e os humildes exaltou. De bens saciou os famintos e despediu, sem nada, os ricos.

O poderoso fez por mim maravilhas, e Santo é o seu nome.

— Acolheu Israel, seu servidor, fiel ao seu amor, como havia prometido aos nossos pais, em favor de Abraão e de seus filhos, para sempre.

O poderoso fez por mim maravilhas, e Santo é o seu nome.

Opinião – passagem onde é exaltado os feitos de Deus em nossas vidas, nos ajudando, nos protegendo, nos guiando.

Evangelho de Jesus Cristo segundo São Lucas (1,26-38)

O Messias vai chegar – No sexto mês, o anjo Gabriel foi enviado por Deus a uma cidade da Galileia chamada Nazaré. Foi a uma virgem, prometida em casamento a um homem chamado José, que era descendente de Davi. E o nome da virgem era Maria. O anjo entrou onde ela estava e disse: “Alegre-se, cheia de graça! O Senhor está com você!” Ouvindo isso, Maria ficou preocupada, e perguntava a si mesma o que a saudação queria dizer. O anjo disse: “Não tenha medo, Maria, porque você encontrou graça diante de Deus. Eis que você vai ficar grávida, terá um filho e dará a ele o nome de Jesus. Ele será grande e será chamado Filho do Altíssimo. E o Senhor dará a ele o trono de seu pai Davi, e ele reinará para sempre sobre os descendentes de Jacó. E o seu reino não terá fim.” Maria perguntou ao anjo: “Como vai acontecer isso, se não vivo com nenhum homem?” O anjo respondeu: “O Espírito Santo virá sobre você, e o poder do Altíssimo a cobrirá com sua sombra. Por isso o Santo que vai nascer de você será chamado Filho de Deus. Olhe a sua parenta Isabel: apesar da sua velhice, ela concebeu um filho. Aquela que era considerada estéril, já faz seis meses que está grávida. Para Deus nada é impossível.” Maria disse: “Eias a escrava do Senhor. Faça-se em mim segundo a tua palavra.” E o anjo a deixou.

Opinião – passagem sobre a concepção de Jesus, como Maria foi escolhida e como Jesus foi concebido sem o pecado da carne estar envolvido. Pode ser lido como uma alegoria ou pode ser lido ao pé da letra, mas o que realmente importa é que Jesus foi concebido sem pecado, sem intenções mundanas, mas sim para ser o salvador desse mundo, para justamente guiar as pessoas, a sociedade, todos nós para que saibamos viver nossas vidas em plenitude, evoluindo em conjunto, sem egoismo e outros sentimentos mundanos.

Hoje sendo a comemoração de Nossa Senhora do Rosário na homilia o Padre Roger Araújo fala sobre a importância do Rosário, de que quando rezamos as 50 Ave Marias meditamos nas palavras de Deus, no significado do Conhecimento da Palavra, e de como declaramos 50 vezes que Deus é vitorioso em nossas vidas.

Um bom sábado a todos.

Textos leituras: Bíblia Sagrada – edição Pastoral – Editora Paulus 1990, 65º impressão
Disponível em: http://www.paulus.com.br/biblia-pastoral/_INDEX.HTM

Salmo: Canção nova. Disponível em http://liturgia.cancaonova.com/liturgia/26a-semana-tempo-comum-sabado/?sDia=7&sMes=10&sAno=2017

Liturgia diária: 26ª Semana do Tempo Comum – Terça-feira – 03/10/2017

Primeira Leitura: Profecia de Zacarias (Zc 8,20-23)

Assim diz Javé dos exércitos: De novo virão povos e moradores das grandes cidades. Os moradores de uma cidade irão para outra, dizendo: ‘Vamos aplacar a Javé; eu vou com você visitar Javé dos exércitos’. Povos numerosos e nações poderosas virão à procura de Javé em Jerusalém, para aplacar a Javé.

Assim diz Javé dos exércitos: Nesses dias, dez homens de todas as línguas faladas pelas nações pegarão um judeu pela barra do manto, dizendo: ‘Nós queremos ir com vocês, pois ouvimos falar que Deus está com vocês’ .

Opinião – nessa passagem é profetizado que quando alguém ouvir a palavra de Deus, aceitar ela em seu coração e passar a viver a vida plena que Deus quer para nós, outros irão seguir ele, haverão aqueles que irão acompanhar somente pelo caminho, não por terem aceito a Palavra, o Conhecimento, e para esses será apenas uma viagem calma, mas se não abraçarem os ensinamentos, nunca viverão a vida plena.

Salmo Responsório (Sl 86)

— Nós temos ouvido que Deus está convosco.

Nós temos ouvido que Deus está convosco.

— O Senhor ama a cidade que fundou no Monte santo; ama as portas de Sião mais que as casas de Jacó. Dizem coisas gloriosas da Cidade do Senhor.

Nós temos ouvido que Deus está convosco.

—“Lembro o Egito e Babilônia entre os meus veneradores. Na Filistéia ou em Tiro ou no país da Etiópia, este ou aquele ali nasceu”. De Sião, porém, se diz: “Nasceu nela todo homem; Deus é sua segurança”.

Nós temos ouvido que Deus está convosco.

— Deus anota no seu livro, onde inscreve os povos todos: “Foi ali que estes nasceram”. E por isso todos juntos a cantar se alegrarão; e, dançando, exclamarão: “Estão em ti as nossas fontes!”

Nós temos ouvido que Deus está convosco.

Opinião – o salmo continua com a mensagem da presença de Deus em nossas vidas, terminando por demonstrar que todo homem nasce por um desejo de Deus, é Ele quem nos dá a dádiva da vida, então que usemos ela com toda força, em plenitude, sempre de acordo com o Conhecimento da Palavra de Deus, assim não desperdiçando esse presente nos dado em nosso nascimento.

Evangelho de Jesus Cristo segundo São Lucas (Lc 9,51-56)

Jesus vai para Jerusalém – Estava chegando o tempo de Jesus ser levado para o céu. Então ele tomou a firme decisão de partir para Jerusalém, e enviou mensageiros à sua frente. Estes puseram-se a caminho, e entraram num povoado de samaritanos, para conseguir alojamento para Jesus. Mas, os samaritanos não o receberam, porque Jesus dava a impressão de quem se dirigia para Jerusalém. Vendo isso, os discípulos Tiago e João disseram: “Senhor, queres que mandemos descer fogo do céu para acabar com eles?” Jesus porém, voltou-se e os repreendeu. E partiram para outro povoado.

Opinião – nessa passagem Jesus demonstra uma qualidade que todos podemos desenvolver: a de não se abalar com problemas em seu caminho. Mesmo ele tendo o poder de remover essa pedra de seu caminho, no caso a inimizade por parte dos samaritanos, ele faz o correto: contorna essa dificuldade, não dando mais valor a ela do que o necessário somente para ele passar por ela e segue em seu caminho, confiante do que tem que ser feito. Que não nos deixemos atrasar, irritar, perder a noção da nossa vontade, do nosso objetivo, por motivos banais que não merecem mais do que nossa atenção para desviar deles.

Já na Homilia de hoje o Padre Roger Araújo foca na vontade de punição, de vingança que os discípulos demonstram com os samaritanos; é um desejo típico humano de punir aqueles que não querem fazer ou deixar as coisas serem como nós achamos que devem ser. Devemos ignorar esses desejos, não alimenta-los, substituis esse empenho pela punição alheia pelo amor do Pai em nossos corações.

Uma boa noite a todos.

Textos leituras: Bíblia Sagrada – edição Pastoral – Editora Paulus 1990, 65º impressão
Disponível em: http://www.paulus.com.br/biblia-pastoral/_INDEX.HTM

Salmo: Canção nova. Disponível em https://liturgia.cancaonova.com/liturgia/26a-semana-tempo-comum-terca-feira/?sDia=3&sMes=10&sAno=2017

Liturgia diária: 25ª Semana do Tempo Comum – Terça-feira – 26/09/2017

Primeira Leitura: Livro de Esdras (Esd 6,7-8.12b.14-20)

Naqueles dias, o rei Dario escreveu ao governador do território da outra margem do rio Eufrates: “Deixa que prossigam os trabalhos no templo de Deus. Que o governador de Judá e os anciãos dos judeus edifiquem a casa de Deus no seu lugar.

Também ordenei como se deve proceder com aqueles anciãos dos judeus que constroem aquela casa de Deus: com os bens do rei, deveis reembolsar religiosamente e sem interrupção aqueles homens por tudo o que gastarem. Eu, Dario, dei esta ordem. Que ela seja pontualmente executada!”

E os anciãos dos judeus continuaram a construir, com êxito, de acordo com a profecia de Ageu, o profeta, e de Zacarias, filho de Ado, e puderam terminar a construção conforme a ordem do Deus de Israel e as ordens de Ciro, de Dario e de Artaxerxes, reis da Pérsia. Esta casa de Deus foi concluída no terceiro dia do mês de Adar, no sexto ano do reinado de Dario.

Os filhos de Israel, os sacerdotes, os levitas e o resto dos repatriados, celebraram com alegria a dedicação desta casa de Deus. Ofereceram, para a inauguração desta casa de Deus, cem touros, duzentos carneiros, quatrocentos cordeiros e, como sacrifício pelo pecado de todo o Israel, doze bodes, segundo o número das tribos de Israel.

Estabeleceram também os sacerdotes, segundo suas categorias, e os levitas, segundo suas classes, para o serviço de Deus, em Jerusalém, como está escrito no livro de Moisés.

Os deportados celebraram a Páscoa no dia catorze do primeiro mês. Como todos os levitas se haviam purificado, juntamente com os sacerdotes, estavam puros; e, assim, imolavam a Páscoa para todos os filhos do cativeiro, para os sacerdotes seus irmãos e para eles próprios.

Opinião – passagem bíblica da reconstrução do Templo de Deus em Jerusalém e o impacto na sociedade da época.

Salmo responsório (Sl 121)

— Que alegria, quando me disseram: “Vamos à casa do Senhor!”

— Que alegria, quando me disseram: “Vamos à casa do Senhor!”

— Que alegria, quando ouvi que me disseram: “Vamos à casa do Senhor!” E agora nossos pés já se detêm, Jerusalém, em tuas portas.

— Que alegria, quando me disseram: “Vamos à casa do Senhor!”

— Jerusalém, cidade bem edificada num conjunto harmonioso; para lá sobem as tribos de Israel, as tribos do Senhor.

— Que alegria, quando me disseram: “Vamos à casa do Senhor!”

— Para louvar, segundo a lei de Israel, o nome do Senhor. A sede da justiça lá está e o trono de Davi.

— Que alegria, quando me disseram: “Vamos à casa do Senhor!”

Opinião – salmo para nos lembrar de darmos graças por podermos voltar a Casa de Deus, lembrando que por muito tempo a simples menção de queremos ir até ele era considerada um crime. Que tenhamos fé e estejamos preparados para evitar que esses tempos voltem.

Evangelho de Jesus Cristo segundo São Lucas (Lc 8,19-21)

Naquele tempo,a mãe e os irmãos de Jesus aproximaram-se, mas não podiam chegar perto dele, por causa da multidão. Então anunciaram a Jesus: “Tua mãe e teus irmãos estão aí fora e querem te ver”. Jesus respondeu: “Minha mãe e meus irmãos são aqueles que ouvem a Palavra de Deus, e a põem em prática”.

Opinião – Jesus veio para quebrar as regras de uma sociedade cabeça dura e com corações de pedra: aqui ele mostra que além dos laços familiares, há também os laços de fé, criando uma família composta por aqueles que seguem a Palavra de Deus.

O Padre Roger Araújo expande essa ideia da Família de Deus estar além dos laços de sangue ou criação na homilia de hoje.

Boa noite a todos.

Textos leituras: Bíblia Sagrada – edição Pastoral – Editora Paulus 1990, 65º impressão
Disponível em: http://www.paulus.com.br/biblia-pastoral/_INDEX.HTM

Salmo: Canção nova. Disponível em http://liturgia.cancaonova.com/liturgia/25a-semana-tempo-comum-terca-feira/?sDia=26&sMes=09&sAno=2017

Liturgia Diária: 25ª Semana do Tempo Comum – Segunda-feira – 25/09/2017

Primeira Leitura: Livro de Esdras (Esd 1,1-6)

O renascimento da esperança – No primeiro ano de reinado de Ciro, rei da Pérsia, Javé, cumprindo o que tinha dito pelo profeta Jeremias, despertou a consciência de Ciro, rei da Pérsia, que proclamou por todo o império, a viva voz e por escrito, o seguinte: “Ciro, rei da Pérsia, decreta: Javé, o Deus do céu, entregou-me todos os reinos do mundo. Ele me encarregou de construir para ele um Templo em Jerusalém, na terra de Judá. Quem de vocês provém do povo dele? Que o seu Deus esteja com ele. Volte para Jerusalém, na terra de Judá, para reconstruir o Templo de Javé, o Deus de Israel. Ele é o Deus que reside em Jerusalém. Todos os sobreviventes, de todo lugar para onde tiverem imigrado, receberão da população local prata e ouro, bens e animais, além de ofertas espontâneas para o Templo de Deus, que está em Jerusalém.”

Então todos os que se sentiram movidos por Deus – chefes de família de Judá e Benjamin, sacerdotes e levitas – puseram-se a caminho para reconstruir o Templo de Javé em Jerusalém. Os vizinhos lhes deram de tudo: prata e ouro, bens, animais e joias, além de ofertas espontâneas.

Opinião – passagem histórica, sobre o retorno do povo dos judeus para sua terra natal após anos em outros lugares. Demonstra a organização da comunidade novamente.

Salmo Responsório (Sl 125)

– Maravilhas fez conosco o Senhor!

Maravilhas fez conosco o Senhor!

– Quando o Senhor reconduziu nossos cativos, parecíamos sonhar; encheu-se de sorriso nossa boca, nossos lábios de canções.

Maravilhas fez conosco o Senhor!

– Entre os gentios se dizia: “Maravilhas fez com eles o Senhor!” Sim, maravilhas fez conosco o Senhor, exultemos de alegria.

Maravilhas fez conosco o Senhor!

– Mudai a nossa sorte, ó Senhor, como torrentes no deserto. Os que lançam as sementes entre lágrimas, ceifarão com alegria.

Maravilhas fez conosco o Senhor!

– Chorando de tristeza sairão, espalhando suas sementes; cantando de alegria voltarão, carregando os seus feixes!

Maravilhas fez conosco o Senhor!

Opinião – salmo de exaltação e agradecimento por todas as coisas boas que o Senhor Deus faz em nossas vidas, por vezes sofremos, passamos por dificuldades, mas estas nos tornam mais fortes, e se na ida sofremos, na volta colhemos os frutos do nosso desenvolvimento.

Evangelho de Jesus Cristo segundo São Lucas (Lc 8,16-18)

Ouvir e agir – “Ninguém acende uma lâmpada para cobri-la com uma vasilha ou colocá-la debaixo da cama. Ele a coloca no candeeiro, a fim de que todos os que entram vejam a luz. De fato, tudo o que está escondido deverá tornar-se manifesto; e tudo o que está em segredo deverá tornar-se conhecido e claramente manifesto. Portanto, prestem atenção como vocês ouvem: para quem tem alguma coisa, será dado ainda mais; para aquele que não tem, será tirado até mesmo o que ele pensa ter.”

Opinião – que nossas ações e intenções sejam claras e diretas, que não fiquemos escondemos nossos pensamentos e escolhas. Sejamos sinceros e transparentes, sempre guiados pela Luz divina do Conhecimento de Deus.

A homilia de hoje, criada pelo Padre Roger Araújo, justamente trata da importância de que nossas ações sejam claras: iluminadas por Deus, que nossos corações se encham de luz e que a escuridão dos pensamentos e ações mundanas seja eliminada de nossas vidas.

Uma boa noite a todos

Textos leituras: Bíblia Sagrada – edição Pastoral – Editora Paulus 1990, 65º impressão
Disponível em: http://www.paulus.com.br/biblia-pastoral/_INDEX.HTM

Salmo: Canção nova. Disponível em https://liturgia.cancaonova.com/liturgia/25a-semana-tempo-comum-segunda-feira/?sDia=25&sMes=09&sAno=2017

Liturgia diária: 23ª Semana do Tempo Comum – Terça-feira – 12/09/2017

Primeira Leitura: Carta de São Paulo aos Colossenses (Cl 2,6-15)

Enraizados em Cristo – Já que vocês aceitaram Jesus Cristo como Senhor, vivam como cristãos: enraizados nele, vocês se edificam sobre ele e se apoiam na fé que lhes foi ensinada, transbordando em ações de graças. Cuidado para que ninguém escravize vocês através de filosofias enganosas e vãs, de acordo com tradições humanas, que se baseiam nos elementos do mundo, e não em Cristo.

Vida plena em Cristo – É em Cristo que habita, em forma corporal, toda a plenitude da divindade. Em Cristo vocês têm tudo de modo pleno. ele é a cabeça de todo principado e de toda autoridade. Em Cristo vocês foram circuncidados como uma circuncisão não feita por mãos humanas, mas com a circuncisão de Cristo, a qual consiste em despojar-se do corpo carnal. Com ele, vocês foram sepultados no batismo, e nele vocês foram também ressuscitados mediante a fé no poder de Deus, que ressuscitou Cristo dos mortos. Vocês estavam mortos por causa das faltas e da incircuncisão da carne, mas Deus concedeu a vocês a vida juntamente com Cristo:

Ele perdoou todas as nossas faltas, anulou o título de dívida que havia contar nós, deixando de lado as exigências legais; fez o título desaparecer, pregando-o na cruz; destituiu os principados e autoridades, oferecendo-os em espetáculo público, após triunfar sobre eles por meio de Cristo.

Opinião – Nessa passagem Paulo deixa claro e explica aos Colossenses que após aceitarmos Jesus de coração devemos separar nossos desejos e meio de viver do mundo humano e substituirmos pelo modo de viver e os desejos iluminados por Jesus: uma vida de compaixão, permitindo o desenvolvimento próprio ao máximo e sempre acompanhando pelo auxilio ao próximo, garantindo que não só nos mas a sociedade inteira progrida.

Salmo responsório (Sl 144)

– O Senhor é muito bom para com todos.

O Senhor é muito bom para com todos.

– Ó meu Deus, quero exaltar-vos, ó meu Rei, e bendizer o vosso nome pelos séculos. Todos os dias haverei de bendizer-vos, hei de louvar o vosso nome para sempre.

O Senhor é muito bom para com todos.

– Misericórdia e piedade é o Senhor, ele é amor, é paciência, é compaixão. O Senhor é muito bom para com todos, sua ternura abraça toda criatura.

O Senhor é muito bom para com todos.

– Que vossas obras, ó Senhor, vos glorifiquem, e os vossos santos com louvores vos bendigam! Narrem a glória e o esplendor do vosso reino e saibam proclamar vosso poder.

O Senhor é muito bom para com todos.

Opinião – Salmo de agradecimento e lembrete de que tudo de bom vem de Deus, devemos dar graças a Ele pelas coisas maravilhosas da vida, sempre e em todo lugar.

Evangelho de Jesus Cristo segundo São Lucas (Lc 6,12-19)

Os doze apóstolos – Nesse dias, Jesus foi para a montanha a fim de rezar. E passou toda a noite em oração a Deus. Ao amanhecer, chamou seus discípulos, e escolheu doze dentre eles, aos quais deu o nome de apóstolos: Simão, a quem também deu o nome de Pedro, e seu irmão André; Tiago e João, Filipe e Bartolomeu; Mateus e Tomé; Tiago, filho de Alfeu, e Simão chamado Zelote; Judas, filho de Tiago, e Judas Iscariotes, aquele que se tornou traidor.

Anseio por um mundo novo – Jesus desceu da montanha com os doze apóstolos , e parou num lugar plano. Estava aí numerosa multidão de seus discípulos com muita gente do povo de toda a Judéia, de Jerusalém e do litoral de Tiro e Sidônia. Foram para ouvir Jesus e serem curados de suas doenças. E aqueles que estavam atormentados por espíritos impuros, foram curados. Toda a multidão procurava tocar em Jesus, porque uma força saía dele, e curava a todos.

Opinião – Passagem que mostra a escolha dos apóstolos de Jesus e também a continuação da cura que ele fazia nas pessoas, interessante notar como nessa parte é reforçado que as pessoas foram ‘ouvir a Jesus e serem curados de suas doenças.’ Muita das doenças, dos males, das maldades do coração são resolvidos pelo Conhecimento da Palavra de Deus, que nos permite uma vida mais leve, mais solta, mais correta e completa.

O Padre Roger Araújo continua essa linha de pensamento na homilia de hoje da importância de ouvirmos e seguirmos a palavra de Deus, a Sabedoria de Jesus, deixando ela guiar nossas vidas.

Uma boa noite a todos.

Textos leituras: Bíblia Sagrada – edição Pastoral – Editora Paulus 1990, 65º impressão
Disponível em: http://www.paulus.com.br/biblia-pastoral/_INDEX.HTM

Salmo: Canção nova. Disponível em http://liturgia.cancaonova.com/liturgia/23a-semana-tempo-comum-terca-feira/?sDia=12&sMes=09&sAno=2017