Liturgia diária: 32ª Semana do Tempo Comum – Quarta-feira – 15/11/2017

Primeira Leitura: Livro da Sabedoria (Sb 6,1-11)

Responsabilidade dos governantes – Escutem, reis, e procurem compreender. Aprendam, governantes de toda a terra. Prestem atenção, vocês que dominam os povos e estão orgulhosos pelo grande número de súditos. O poder de vocês vem do Senhor, e o domínio vem do Altíssimo. Ele examinará as obras que vocês praticarem e sondará as intenções que vocês têm. No entanto, apesar de serem ministros do reino dele, vocês não julgaram com retidão, não observaram a lei, nem procederam conforme a vontade de Deus. Por isso, ele cairá sobre vocês de modo repentino e terrível, porque um julgamento implacável se realiza contra aqueles que ocupam altos cargos. Os pequenos serão perdoados com misericórdia, mas os poderosos serão examinados com rigor. O Senhor de todos não recua diante de ninguém, nem se impressiona com a grandeza, porque ele criou tanto o pequeno como o grande, e a sua providência é igual para todos. Mas um exame severo aguarda os poderosos. É para vocês, soberanos, que eu dirijo as minhas palavras, para que aprendam a sabedoria e não venham a cair. Os que observam santamente a santa vontade dele, serão declarados santos. E aqueles que a aprendem, encontrarão quem os defenda. Desejem, portanto, ouvir as minhas palavras, anseiem por elas, e vocês receberão a instrução.

Opinião – em uma época onde cultura, sabedoria, conhecimento era quase que uma exclusividade dos ricos e poderosos, já era avisado que aqueles que tinham acesso a essas coisas seriam julgados com muito mais rigor do que aqueles que não tinham conhecimento de que erravam. A vinda de Jesus veio para tornar o conhecimento, a Sabedoria de Deus disponível para todos, através dos mandamentos simplificados, das parábolas e da missão dada aos apóstolos e a todos os cristãos de espalhar a Boa Nova de Deus, mas quando fazemos isso não devemos ser hipócritas de falar de uma maneira e agirmos de maneira oposta, pois se temos o conhecimento, seremos julgados de acordo com ele.

Salmo responsório (Sl 81)

— Levantai-vos, ó Senhor, julgai a terra!

Levantai-vos, ó Senhor, julgai a terra!

— Fazei justiça aos indefesos e aos órfãos, ao pobre e ao humilde absolvei! Libertai o oprimido, o infeliz, da mão dos opressores arrancai-os!

Levantai-vos, ó Senhor, julgai a terra!

— Eu disse: “Ó juízes, vós sois deuses, sois filhos, todos vós, do Deus Altíssimo! E, contudo, como homens morrereis, caireis como qualquer dos poderosos!”

Levantai-vos, ó Senhor, julgai a terra!

Opinião – Pedimos que Deus nos ajude a superar nossas dificuldades, que ele nos auxilie mas também nos julgue com seriedade assim como a todos nesta terra.

Evangelho de Jesus Cristo segundo São Lucas (17,11-19)

Fé e gratidão – Caminhando para Jerusalém, aconteceu que Jesus passava entre a Samaria e a Galiléia. Quando estava para entrar num povoado, dez leprosos foram ao encontro dele. Pararam de longe, e gritaram: Jesus, Mestre, tem compaixão de nós!” Ao vê-los, Jesus disse: “Vão apresentar-se aos sacerdotes.” Enquanto caminhavam, aconteceu que ficaram curados. Ao perceber que estava curado, um deles voltou atrás dando glória a Deus em alta voz.Jogou-se no chão, aos pés de Jesus, e lhe agradeceu. E este era um samaritano. Então Jesus lhe perguntou: “Não foram dez os curados? E os outros nove, onde estão? Não houve quem voltasse para dar glória a Deus, a não ser este estrangeiro?”E disse a ele: “Levante-se e vá. Sua fé o salvou.”

Opinião – a doença segregava esses homens, que por fé ou puro interesse em se curarem foram até Jesus por essa cura, porém só um dos dez homens retornou a Jesus quando a cura se manifestou, e este era justamente um estrangeiro, alguém que não tinha os mesmos costumes que Jesus, mas mesmo assim este acreditou. A lição aqui é que a fé não tem fronteiras, nações, gêneros ou raças, ela é verdadeira quando esta nos corações, e assim pode nos guiar para uma vida melhor.

Hoje o Padre Roger ressalta a importância de agradecermos a Deus pelas nossas conquistas, “Somos da turma dos nove ingratos, reclamações, daqueles que só murmuram ou somos aquele único que teve atitudes verdadeiras de louvor, de reconhecimento e ação de graças?”

Um bom dia a todos.

Textos leituras: Bíblia Sagrada – edição Pastoral – Editora Paulus 1990, 65º impressão
Disponível em: http://www.paulus.com.br/biblia-pastoral/_INDEX.HTM

Salmo: Canção nova. Disponível em https://liturgia.cancaonova.com/liturgia/32a-semana-tempo-comum-quarta-feira/?sDia=15&sMes=11&sAno=2017

Liturgia diária: 26ª Semana do Tempo Comum – Sábado – 07/10/2017

Primeira Leitura: Ato dos Apóstolos (At 1,12-14)

A primeira comunidade – Os apóstolos voltaram para Jerusalém, pois se encontravam no chamado monte das Oliveiras, não muito longe de Jerusalém: uma caminhada de sábado. Entraram na cidade e subiram para a sala de cima, onde costumavam hospedar-se. Aí estavam Pedro e João, Tiago e André, Filipe e Tomé, Bartolomeu e Mateus, Tiago, filho de Alfeu, Simão Zelote e Judas, filho de Tiago. Todos eles tinham os mesmos sentimentos e eram assíduos na oração, junto com algumas mulheres, entre as quais Maria, mãe de Jesus, e com os irmãos de Jesus.

Opinião – relato histórico de uma reunião dos primeiros cristãos da época,

Responsório (Lc 1,46s)

— O poderoso fez por mim maravilhas, e Santo é o seu nome.

O poderoso fez por mim maravilhas, e Santo é o seu nome.

— A minh’alma engrandece ao Senhor, e se alegrou o meu espírito em Deus, meu Salvador.

O poderoso fez por mim maravilhas, e Santo é o seu nome.

— Pois ele viu a pequenez de sua serva, desde agora as gerações hão de chamar-me de bendita. O Poderoso fez por mim maravilhas e Santo é o seu nome!

O poderoso fez por mim maravilhas, e Santo é o seu nome.

— Seu amor, de geração em geração, chega a todos que o respeitam. Demonstrou o poder de seu braço, dispersou os orgulhosos.

O poderoso fez por mim maravilhas, e Santo é o seu nome.

— Derrubou os poderosos de seus tronos e os humildes exaltou. De bens saciou os famintos e despediu, sem nada, os ricos.

O poderoso fez por mim maravilhas, e Santo é o seu nome.

— Acolheu Israel, seu servidor, fiel ao seu amor, como havia prometido aos nossos pais, em favor de Abraão e de seus filhos, para sempre.

O poderoso fez por mim maravilhas, e Santo é o seu nome.

Opinião – passagem onde é exaltado os feitos de Deus em nossas vidas, nos ajudando, nos protegendo, nos guiando.

Evangelho de Jesus Cristo segundo São Lucas (1,26-38)

O Messias vai chegar – No sexto mês, o anjo Gabriel foi enviado por Deus a uma cidade da Galileia chamada Nazaré. Foi a uma virgem, prometida em casamento a um homem chamado José, que era descendente de Davi. E o nome da virgem era Maria. O anjo entrou onde ela estava e disse: “Alegre-se, cheia de graça! O Senhor está com você!” Ouvindo isso, Maria ficou preocupada, e perguntava a si mesma o que a saudação queria dizer. O anjo disse: “Não tenha medo, Maria, porque você encontrou graça diante de Deus. Eis que você vai ficar grávida, terá um filho e dará a ele o nome de Jesus. Ele será grande e será chamado Filho do Altíssimo. E o Senhor dará a ele o trono de seu pai Davi, e ele reinará para sempre sobre os descendentes de Jacó. E o seu reino não terá fim.” Maria perguntou ao anjo: “Como vai acontecer isso, se não vivo com nenhum homem?” O anjo respondeu: “O Espírito Santo virá sobre você, e o poder do Altíssimo a cobrirá com sua sombra. Por isso o Santo que vai nascer de você será chamado Filho de Deus. Olhe a sua parenta Isabel: apesar da sua velhice, ela concebeu um filho. Aquela que era considerada estéril, já faz seis meses que está grávida. Para Deus nada é impossível.” Maria disse: “Eias a escrava do Senhor. Faça-se em mim segundo a tua palavra.” E o anjo a deixou.

Opinião – passagem sobre a concepção de Jesus, como Maria foi escolhida e como Jesus foi concebido sem o pecado da carne estar envolvido. Pode ser lido como uma alegoria ou pode ser lido ao pé da letra, mas o que realmente importa é que Jesus foi concebido sem pecado, sem intenções mundanas, mas sim para ser o salvador desse mundo, para justamente guiar as pessoas, a sociedade, todos nós para que saibamos viver nossas vidas em plenitude, evoluindo em conjunto, sem egoismo e outros sentimentos mundanos.

Hoje sendo a comemoração de Nossa Senhora do Rosário na homilia o Padre Roger Araújo fala sobre a importância do Rosário, de que quando rezamos as 50 Ave Marias meditamos nas palavras de Deus, no significado do Conhecimento da Palavra, e de como declaramos 50 vezes que Deus é vitorioso em nossas vidas.

Um bom sábado a todos.

Textos leituras: Bíblia Sagrada – edição Pastoral – Editora Paulus 1990, 65º impressão
Disponível em: http://www.paulus.com.br/biblia-pastoral/_INDEX.HTM

Salmo: Canção nova. Disponível em http://liturgia.cancaonova.com/liturgia/26a-semana-tempo-comum-sabado/?sDia=7&sMes=10&sAno=2017

Liturgia diária: 22ª Semana do Tempo Comum – Terça-feira – 05/09/2017

Primeira Leitura: Primeira Carta de São Paulo aos Tessalonicenses (1Ts 5,1-6.9-11)

Quando será o fim do mundo? – No que diz respeito ao tempo e circunstâncias, não preciso escrever nada para vocês, irmãos. Vocês já sabem que o dia do Senhor chegará como ladrão à noite. Quando as pessoas disserem: “Estamos em paz e segurança”, então de repente a ruína cairá sobre elas, como dores do parto para a mulher grávida, e não conseguirão escapar.

As armas da vida – Mas vocês, irmãos, não vivem em trevas, de tal modo que esse dia possa surpreendê-los como um ladrão. Porque todos vocês são filhos da luz e filhos do dia. Não somos da noite nem das trevas. Portanto, não fiquemos dormindo como os outros. Estejamos acordados e sóbrios. Pois Deus não nos destinou à sua ira, e sim para a salvação através de nosso Senhor Jesus Cristo, o qual morreu por nós a fim de que, acordados ou dormindo, fiquemos unidos a ele. Portanto, consolem-se mutuamente e ajudem-se uns aos outros a crescer, como aliás vocês já estão fazendo.

Opinião – essa passagem começa informando que acolher o Conhecimento da Palavra d e Deus em nossos corações não vai nos salvar da morte, nosso tempo é finito nesta terra, porém a segunda parte já deixa claro que mesmo o tempo sendo curto, não devemos desperdiçá-lo, devemos sim utilizar nossas vidas ao máximo, atingir nosso potencial completo e ajudar nossos próximos a fazermos o mesmo. Nada de passar a vida em branco, simplesmente esperando as coisas acontecerem e ficar pedindo por elas, Deus provê a nós, mas os frutos serão sempre mais numerosos se nós trabalharmos corretamente por eles.

Salmo Responsório (Sl 26)

– Sei que a bondade do Senhor eu hei de ver, na terra dos viventes.

Sei que a bondade do Senhor eu hei de ver, na terra dos viventes.

– O Senhor é minha luz e salvação, de quem eu terei medo? O Senhor é proteção da minha vida; perante quem eu tremerei?

Sei que a bondade do Senhor eu hei de ver, na terra dos viventes.

– Ao Senhor eu peço apenas uma coisa, e é só isso que eu desejo: habitar no santuário do Senhor por toda minha vida; saborear a suavidade do Senhor e contemplá-lo no seu templo.

Sei que a bondade do Senhor eu hei de ver, na terra dos viventes.

– Sei que a bondade do Senhor eu hei de ver, na terra dos viventes. Espera no Senhor e tem coragem, espera no Senhor!

Sei que a bondade do Senhor eu hei de ver, na terra dos viventes.

Opinião – salmo que reforça que podemos nos desenvolver muito mais quando seguimos os ensinamentos de Deus, a sua bondade é a colheita dos frutos do nosso trabalho bem orientado, focado, natural e direito em nossa vida.

Evangelho de Jesus Cristo segundo Lucas (Lc 4,31-37)

Jesus liberta da alienação – Jesus foi a Cafarnaum, cidade da Galiléia, e aí ensinava aos sábados. As pessoas ficavam admiradas com o seu ensinamento, porque Jesus falava com autoridade. Na sinagoga havia um homem possuído pelo espírito de um demônio impuro, que gritou em alta voz: “O que queres de nós, Jesus Nazareno? Vieste para nos destruir? Eu sei quem tu és: tu és o Santo de Deus!” Jesus o ameaçou, dizendo: “Cale-se e saia dele!” Então o demônio jogou o homem no chão, saiu dele, e não lhe fez mal nenhum. O espanto tomou conta de todos, e eles comentavam entre si: “Que palavra é essa? Ele manda nos espíritos impuros com autoridade e poder, e eles saem.” E a fama de Jesus se espalhava em todos os lugares da redondeza.

Opinião – Jesus seguia ensinando, pregando, espalhando a Palavra de Deus, e por vezes ele operava curas milagrosas, que devido a natureza humana era o que espalhava mais rapidamente a sua mensagem e a sua fama: os milagres. Muitos admiravam Jesus pelos seus ensinamentos e o seu domínio do Conhecimento, porém é necessário que nós admiremos e tomemos atitudes como aceitar o Conhecimento em nossos corações, moldando nossas vidas para uma vida correta, direita, plena, assim deixamos de simplesmente admitir Jesus e ficarmos esperando por dadivas em nossas vidas, para trabalharmos conforme ele nos orientou e assim colhermos os frutos do nosso esforço.

Hoje a homilia do Padre Roger Araújo desenvolve melhor essa parte da Palavra de Deus através de Jesus Cristo ter o poder de retirar de nós esses instintos ruins que por vezes surgem em nós, os desejos criminosos, ruins, negativos, mundanos. Aceitando o Conhecimento da Palavra, seguindo o exemplo de Jesus, podemos substituir esses desejos negativos, controlar eles e por em seu lugar as inspirações corretas, nos permitindo realizar nosso potencial por completo em nossa vida terrena.

Uma boa noite a todos.

Fontes

Textos leituras: Bíblia Sagrada – edição Pastoral – Editora Paulus 1990, 65º impressão
Disponível em: http://www.paulus.com.br/biblia-pastoral/_INDEX.HTM

Salmo: Canção nova. Disponível em http://liturgia.cancaonova.com/liturgia/22a-semana-tempo-comum-terca-feira/?sDia=5&sMes=09&sAno=2017