Liturgia diária: 25ª Semana do Tempo Comum – Terça-feira – 26/09/2017

Primeira Leitura: Livro de Esdras (Esd 6,7-8.12b.14-20)

Naqueles dias, o rei Dario escreveu ao governador do território da outra margem do rio Eufrates: “Deixa que prossigam os trabalhos no templo de Deus. Que o governador de Judá e os anciãos dos judeus edifiquem a casa de Deus no seu lugar.

Também ordenei como se deve proceder com aqueles anciãos dos judeus que constroem aquela casa de Deus: com os bens do rei, deveis reembolsar religiosamente e sem interrupção aqueles homens por tudo o que gastarem. Eu, Dario, dei esta ordem. Que ela seja pontualmente executada!”

E os anciãos dos judeus continuaram a construir, com êxito, de acordo com a profecia de Ageu, o profeta, e de Zacarias, filho de Ado, e puderam terminar a construção conforme a ordem do Deus de Israel e as ordens de Ciro, de Dario e de Artaxerxes, reis da Pérsia. Esta casa de Deus foi concluída no terceiro dia do mês de Adar, no sexto ano do reinado de Dario.

Os filhos de Israel, os sacerdotes, os levitas e o resto dos repatriados, celebraram com alegria a dedicação desta casa de Deus. Ofereceram, para a inauguração desta casa de Deus, cem touros, duzentos carneiros, quatrocentos cordeiros e, como sacrifício pelo pecado de todo o Israel, doze bodes, segundo o número das tribos de Israel.

Estabeleceram também os sacerdotes, segundo suas categorias, e os levitas, segundo suas classes, para o serviço de Deus, em Jerusalém, como está escrito no livro de Moisés.

Os deportados celebraram a Páscoa no dia catorze do primeiro mês. Como todos os levitas se haviam purificado, juntamente com os sacerdotes, estavam puros; e, assim, imolavam a Páscoa para todos os filhos do cativeiro, para os sacerdotes seus irmãos e para eles próprios.

Opinião – passagem bíblica da reconstrução do Templo de Deus em Jerusalém e o impacto na sociedade da época.

Salmo responsório (Sl 121)

— Que alegria, quando me disseram: “Vamos à casa do Senhor!”

— Que alegria, quando me disseram: “Vamos à casa do Senhor!”

— Que alegria, quando ouvi que me disseram: “Vamos à casa do Senhor!” E agora nossos pés já se detêm, Jerusalém, em tuas portas.

— Que alegria, quando me disseram: “Vamos à casa do Senhor!”

— Jerusalém, cidade bem edificada num conjunto harmonioso; para lá sobem as tribos de Israel, as tribos do Senhor.

— Que alegria, quando me disseram: “Vamos à casa do Senhor!”

— Para louvar, segundo a lei de Israel, o nome do Senhor. A sede da justiça lá está e o trono de Davi.

— Que alegria, quando me disseram: “Vamos à casa do Senhor!”

Opinião – salmo para nos lembrar de darmos graças por podermos voltar a Casa de Deus, lembrando que por muito tempo a simples menção de queremos ir até ele era considerada um crime. Que tenhamos fé e estejamos preparados para evitar que esses tempos voltem.

Evangelho de Jesus Cristo segundo São Lucas (Lc 8,19-21)

Naquele tempo,a mãe e os irmãos de Jesus aproximaram-se, mas não podiam chegar perto dele, por causa da multidão. Então anunciaram a Jesus: “Tua mãe e teus irmãos estão aí fora e querem te ver”. Jesus respondeu: “Minha mãe e meus irmãos são aqueles que ouvem a Palavra de Deus, e a põem em prática”.

Opinião – Jesus veio para quebrar as regras de uma sociedade cabeça dura e com corações de pedra: aqui ele mostra que além dos laços familiares, há também os laços de fé, criando uma família composta por aqueles que seguem a Palavra de Deus.

O Padre Roger Araújo expande essa ideia da Família de Deus estar além dos laços de sangue ou criação na homilia de hoje.

Boa noite a todos.

Textos leituras: Bíblia Sagrada – edição Pastoral – Editora Paulus 1990, 65º impressão
Disponível em: http://www.paulus.com.br/biblia-pastoral/_INDEX.HTM

Salmo: Canção nova. Disponível em http://liturgia.cancaonova.com/liturgia/25a-semana-tempo-comum-terca-feira/?sDia=26&sMes=09&sAno=2017