Liturgia diária: Exaltação da Santa Cruz – Quinta-feira – 14/09/2017

Primeira leitura: Livro dos Números (Nm 21,4-9)

O sinal da salvação – Do monte Hor, eles tomaram o caminho para o mar Vermelho, contornando o território de Edom. Mas o povo não suportou a viagem e começou a murmurar contra Deus e contra Moisés, dizendo: “Por que nos tiraram do Egito? Foi para morrermos neste deserto? Não temos nem pão nem água, e estamos enjoados desse pão de miséria”.

Então Javé mandou contra o povo serpentes venenosas que os picavam, e muita gente de Israel morreu. O povo disse a Moisés: “Pecamos, falando contra Javé e contra vocês. Suplique a Javé que afaste de nós estas serpentes”. Moiśes suplicou  a Javé pelo povo. e Javé lhe respondeu: “Faça uma serpente venenosa e coloque-a sobre um poste: quem for mordido e olhar para ela, ficará curado”. Então Moisés fez uma serpente de bronze e a colocou no alto de um poste. Quando alguém era mordido por uma serpente, olhava para a serpente de bronze e ficava curado.

Opinião – assim como o povo no Egito, nós somos imediatistas, egoístas e mimados, queremos as coisas do nosso jeito, no nosso tempo. Mas na vida nem sempre é assim, por vezes vamos passar por momentos difíceis, e temos que permanecer na fé e na esperança do Caminho que o Conhecimento da Palavra nos mostra.

Salmo responsório (Sl 77)

– Das obras do Senhor, ó meu povo, não te esqueças!

Das obras do Senhor, ó meu povo, não te esqueças!

– Escuta, ó meu povo, a minha Lei, ouve atento as palavras que eu te digo; abrirei a minha boca em parábolas, os mistérios do passado lembrarei.

Das obras do Senhor, ó meu povo, não te esqueças!

– Quando os feria, eles então o procuravam, convertiam-se correndo para ele; recordavam que o Senhor é sua rocha e que Deus, seu Redentor, é o Deus Altíssimo.

Das obras do Senhor, ó meu povo, não te esqueças!

– Mas apenas o honravam com seus lábios e mentiam ao Senhor com suas línguas; seus corações enganadores eram falsos e, infiéis, eles rompiam a Aliança.

Das obras do Senhor, ó meu povo, não te esqueças!

– Mas o Senhor, sempre benigno e compassivo, nãos os matava e perdoava seu pecado; quantas vezes dominou a sua ira e não deu largas a vazão do seu furor.

Das obras do Senhor, ó meu povo, não te esqueças!

Opinião – nos momentos difíceis, onde estamos com pensamentos atrapalhados, quando as dificuldades estão vencendo agente, vamos nos lembrar dos feitos do Senhor em nossa vida, e mantermos isso como inspiração, como força de vontade para superar os problemas atuais.

Evangelho de Jesus Cristo segundo São João (Jo 3,13-17)

Ninguém subiu ao céu, a não ser aquele que desceu do céu: o Filho do Homem. Assim como Moiśes levantou a serpente no deserto, do mesmo modo é preciso que o Filho do Homem seja levantado. Assim, todo aquele que acreditar nele terá vida eterna.”

Jesus provoca decisão – “Pois Deus amou de tal forma o mundo, que entregou o seu Filho único, para que todo o que nele acredita não morra, mas tenha vida eterna. De fato, Deus enviou o seu filho ao mundo, não para condenar o mundo, e sim para que o mundo seja salvo por meio dele.

Opinião – Jesus Cristo morreu pelos nossos pecados, para se tornar um exemplo de como devemos viver, a vida eterna é uma vida plena, saudável, correta, que podemos atingir se procurarmos sempre seguir o exemplo que Jesus trouxe, ele tinha o Conhecimento e não guardou para si, mas sim espalhou a Palavra de Deus, permitindo que não só ele vive-se uma vida correta, mas qualquer um que lhe desse ouvidos e acredita-se nele.

Na homilia de hoje o Padre Roger Araújo exalta a figura da Cruz, não pela cruz em si, mas pelo fato dela junto de Cristo Crucificado representar o nosso guia para uma vida correta, completa, direita.

Uma boa noite a todos.

Textos leituras: Bíblia Sagrada – edição Pastoral – Editora Paulus 1990, 65º impressão
Disponível em: http://www.paulus.com.br/biblia-pastoral/_INDEX.HTM

Salmo: Canção nova. Disponível em http://liturgia.cancaonova.com/liturgia/exaltacao-da-santa-cruz-quinta-feira/?sDia=14&sMes=09&sAno=2017

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.