Liturgia diária: 32ª Semana do Tempo Comum – Quarta-feira – 15/11/2017

Primeira Leitura: Livro da Sabedoria (Sb 6,1-11)

Responsabilidade dos governantes – Escutem, reis, e procurem compreender. Aprendam, governantes de toda a terra. Prestem atenção, vocês que dominam os povos e estão orgulhosos pelo grande número de súditos. O poder de vocês vem do Senhor, e o domínio vem do Altíssimo. Ele examinará as obras que vocês praticarem e sondará as intenções que vocês têm. No entanto, apesar de serem ministros do reino dele, vocês não julgaram com retidão, não observaram a lei, nem procederam conforme a vontade de Deus. Por isso, ele cairá sobre vocês de modo repentino e terrível, porque um julgamento implacável se realiza contra aqueles que ocupam altos cargos. Os pequenos serão perdoados com misericórdia, mas os poderosos serão examinados com rigor. O Senhor de todos não recua diante de ninguém, nem se impressiona com a grandeza, porque ele criou tanto o pequeno como o grande, e a sua providência é igual para todos. Mas um exame severo aguarda os poderosos. É para vocês, soberanos, que eu dirijo as minhas palavras, para que aprendam a sabedoria e não venham a cair. Os que observam santamente a santa vontade dele, serão declarados santos. E aqueles que a aprendem, encontrarão quem os defenda. Desejem, portanto, ouvir as minhas palavras, anseiem por elas, e vocês receberão a instrução.

Opinião – em uma época onde cultura, sabedoria, conhecimento era quase que uma exclusividade dos ricos e poderosos, já era avisado que aqueles que tinham acesso a essas coisas seriam julgados com muito mais rigor do que aqueles que não tinham conhecimento de que erravam. A vinda de Jesus veio para tornar o conhecimento, a Sabedoria de Deus disponível para todos, através dos mandamentos simplificados, das parábolas e da missão dada aos apóstolos e a todos os cristãos de espalhar a Boa Nova de Deus, mas quando fazemos isso não devemos ser hipócritas de falar de uma maneira e agirmos de maneira oposta, pois se temos o conhecimento, seremos julgados de acordo com ele.

Salmo responsório (Sl 81)

— Levantai-vos, ó Senhor, julgai a terra!

Levantai-vos, ó Senhor, julgai a terra!

— Fazei justiça aos indefesos e aos órfãos, ao pobre e ao humilde absolvei! Libertai o oprimido, o infeliz, da mão dos opressores arrancai-os!

Levantai-vos, ó Senhor, julgai a terra!

— Eu disse: “Ó juízes, vós sois deuses, sois filhos, todos vós, do Deus Altíssimo! E, contudo, como homens morrereis, caireis como qualquer dos poderosos!”

Levantai-vos, ó Senhor, julgai a terra!

Opinião – Pedimos que Deus nos ajude a superar nossas dificuldades, que ele nos auxilie mas também nos julgue com seriedade assim como a todos nesta terra.

Evangelho de Jesus Cristo segundo São Lucas (17,11-19)

Fé e gratidão – Caminhando para Jerusalém, aconteceu que Jesus passava entre a Samaria e a Galiléia. Quando estava para entrar num povoado, dez leprosos foram ao encontro dele. Pararam de longe, e gritaram: Jesus, Mestre, tem compaixão de nós!” Ao vê-los, Jesus disse: “Vão apresentar-se aos sacerdotes.” Enquanto caminhavam, aconteceu que ficaram curados. Ao perceber que estava curado, um deles voltou atrás dando glória a Deus em alta voz.Jogou-se no chão, aos pés de Jesus, e lhe agradeceu. E este era um samaritano. Então Jesus lhe perguntou: “Não foram dez os curados? E os outros nove, onde estão? Não houve quem voltasse para dar glória a Deus, a não ser este estrangeiro?”E disse a ele: “Levante-se e vá. Sua fé o salvou.”

Opinião – a doença segregava esses homens, que por fé ou puro interesse em se curarem foram até Jesus por essa cura, porém só um dos dez homens retornou a Jesus quando a cura se manifestou, e este era justamente um estrangeiro, alguém que não tinha os mesmos costumes que Jesus, mas mesmo assim este acreditou. A lição aqui é que a fé não tem fronteiras, nações, gêneros ou raças, ela é verdadeira quando esta nos corações, e assim pode nos guiar para uma vida melhor.

Hoje o Padre Roger ressalta a importância de agradecermos a Deus pelas nossas conquistas, “Somos da turma dos nove ingratos, reclamações, daqueles que só murmuram ou somos aquele único que teve atitudes verdadeiras de louvor, de reconhecimento e ação de graças?”

Um bom dia a todos.

Textos leituras: Bíblia Sagrada – edição Pastoral – Editora Paulus 1990, 65º impressão
Disponível em: http://www.paulus.com.br/biblia-pastoral/_INDEX.HTM

Salmo: Canção nova. Disponível em https://liturgia.cancaonova.com/liturgia/32a-semana-tempo-comum-quarta-feira/?sDia=15&sMes=11&sAno=2017

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.