Liturgia diária: 24ª Semana do Tempo Comum – Terça-feira – 19/09/2017

Primeira Leitura: Primeira Carta de São Paulo a Timóteo (1Tm 3,1-13)

Organização da comunidade – É certo que se alguém aspira a um cargo de direção está aspirando a uma coisa nobre. É preciso, porém, que o dirigente seja irrepreensível, esposo de uma única mulher, ajuizado, equilibrado, educado, hospitaleiro, capaz de ensinar, não dado à bebida, nem briguento, mas indulgente, pacífico e sem interesse por dinheiro. Ele deve ser homem que saiba dirigir bem a própria casa, e cujos filhos lhe obedeçam e o respeitem. Pois, se alguém não sabe dirigir bem a própria casa, como poderá dirigir bem a cassa de Deus? Que ele não seja recém-convertido, a fim de que não fique cheio de soberba e seja condenado como foi o diabo. Exige-se ainda que ele tenha boa fama entre os de fora, para não cair no descrédito e nos laços do diabo.

Os diáconos igualmente devem ser dignos de respeito, homens de palavra, não inclinados à bebida, nem ávidos de lucros vergonhosos. Conservem o mistério da fé com a consciência limpa. Também eles devem ser primeiramente experimentados e, em seguida, se foram irrepreensíveis, sejam admitidos na função de diáconos.

Também as mulheres devem ser dignas de respeito, não maldizentes, ajuizadas, fiéis em todas as coisas. que os diáconos sejam esposos de uma única mulher, dirigindo bem seus filhos e sua própria casa.

Pois aqueles que exercem bem o diaconato conquistam lugar de honra, e também muita coragem na fé em Cristo Jesus

Opinião – essa passagem é um verdadeiro manual de como escolher um líder para qualquer grupo, não só a Igreja, ou seja, valorizar as virtudes da pessoa. Além de ajudar a escolher um líder, também pode-se usar essa passagem como uma cartilha de boas praticas para nosso dia a dia, mesmo querendo ou não alcançarmos cargos de poder ou liderança na comunidade, mas em nossas vidas, devemos sempre liderar, e seguindo essas indicações, assim poderemos nos liderar pelo Caminho de Deus, sempre com o Conhecimento trabalhando como nosso guia.

Salmo Responsório (Sl 100)

– Viverei na pureza do meu coração!

Viverei na pureza do meu coração!

– Eu quero cantar o amor e a justiça, cantar os meus hinos a vós, ó Senhor! Desejo trilhar o caminho do bem, mas quando vireis até mim, ó Senhor?

Viverei na pureza do meu coração!

– Viverei na pureza do meu coração, no meio de toda a minha família. Diante dos olhos eu nunca terei qualquer coisa má, injustiça ou pecado.

Viverei na pureza do meu coração!

– Farei que se cale diante de mim quem é falso e às ocultas difama seu próximo; o coração orgulhoso, o olhar arrogante não vou suportar e não quero nem ver.

Viverei na pureza do meu coração!

– Aos fiéis desta terra eu volto meus olhos; que eles estejam bem perto de mim! Aquele que vive fazendo o bem será meu ministro, será meu amigo.

Viverei na pureza do meu coração!

Opinião – salmo de comprometimento, onde em vez de nos guiarmos pelos nossos desejos mundanos, carnais, manipulados pela manada que controla o comportamento grupal do mundo, vamos realmente seguir o desejo puro de nossos corações, sempre guiados pelo Conhecimento da Palavra de Deus.

Evangelho de Jesus Cristo segundo São Lucas (Lc 7,11-17)

Deus visitou o seu povo – Em seguida, Jesus foi para uma cidade chamada Naim. Com ele iam os discípulos e uma grande multidão. Quando chegou à porta da cidade, eis que levavam um defunto para enterrar; era filho único, e sua mãe era viúva. Grande multidão da cidade ia com ela. Ao vê-la, o Senhor teve compaixão dela e lhe disse: “Não chore!” Depois se aproximou, tocou no caixão, e os que o carregavam pararam. Então Jesus disse: “Jovem, eu lhe ordeno, levante-se!” O morto sentou-se e começou a falar. E Jesus o entregou à sua mãe. Todos ficaram com muito medo e glorificavam a Deus, dizendo: “Um grande profeta apareceu entre nós, e Deus veio visitar o seu povo.” E a notícia do fato se espalhou pela Judéia inteira e por toda a redondeza.

Opinião – mesmo diante de um milagre desses o povo ainda considera Jesus um profeta, e ainda fica com medo, mesmo dando gloria. Para Jesus nada é impossível, mesmo que não faça sentido para nós e que desafie os limites da nossa mente, Jesus e Deus podem operar milagres em nossas vidas, considerando que a própria vida já seja o maior milagre, a mais importante dádiva que Deus nos dá. Não desperdicemos essa dádiva portanto.

Na homilia de hoje é destacado a compaixão de Jesus com a mãe que perderá seu filho, como o filho sai da mãe, mas elas jamais se desligam do filho, e como elas sofrem junto, muitas vezes mais do que os próprios filhos. Assim como Jesus, tenhamos compaixão de nossas mães e sejamos bondosos com elas.

Uma boa noite a todos.

Textos leituras: Bíblia Sagrada – edição Pastoral – Editora Paulus 1990, 65º impressão
Disponível em: http://www.paulus.com.br/biblia-pastoral/_INDEX.HTM

Salmo: Canção nova. Disponível em https://liturgia.cancaonova.com/liturgia/24a-semana-tempo-comum-terca-feira/?sDia=19&sMes=09&sAno=2017

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.