Manual de Epicteto – Enchiridion – 42

XLII. Quando alguma pessoa lhe fizer o mal, ou falar mal de você, lembre-se que ela age ou fala a partir da suposição que é o dever dela. Agora, não seria possível que ele segui-se o que você acha correto, mas o que aparenta ser correto para ele. Portanto, se ele julga a partir de uma percepção errônea, ele é a pessoa atingida, pois ele é também a pessoa enganada. Pois se todos acreditassem que uma suposição verdadeira é falsa, a suposição não é afetada, mas quem é enganado por ela. A partir, portanto, deste princípios, você irá tolerar a pessoa que for ruim contigo, pois você irá dizer em cada uma dessas ocasiões, “Parecia ser assim para ele”.

Opinião – não controlamos a opinião alheia sobre nossas pessoas, podemos tentar agir da maneira mais correta e evitar criarmos problemas, porém caso alguém venha a nos criticar, é porque na cabeça dessa pessoas nós estamos errados, então pode ser útil para nós percebermos essas criticas, esses mal tratamentos para verificarmos se a pessoa que nos ataca esta enganada por uma interpretação dela, ou nós deixamos com que as nossas aparências criem essa imagem nossa na cabeça dos outros?

N.T: tradução minha a partir do texto de Elizabeth Carter disponível em http://classics.mit.edu/Epictetus/epicench.html.
Esse é um trabalho de pratica do meu inglês e também para conhecimento maior da Obra de Epicteto.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.