Manual de Epicteto – Enchiridion – 33b

XXXIIIb. Seja silencioso na maior parte do tempo, ou fale somente o que for necessário, e em poucas palavras. Nós podemos, entretanto, pronunciar, apesar de parcimoniosamente, discursos quando a ocasião clamar por isto, mas não sobre qualquer assunto comum, de gladiadores, ou corridas de cavalos, ou atletas campeões, ou banquetes, ou tópicos vulgares de conversas; mas principalmente nunca sobre homens, seja para culpar, elogiar, ou fazer comparações. Se você for capaz, então, através de suas conversas traga a sua companhia assuntos próprios; mas, se acontecer de você estar entre estranhos, fique quieto.

Opinião – por vezes falamos demais, sobre temas fúteis, sem validade para nosso dia, somente pelo fato de falar e tentar impor nossas opiniões aos outros. Devemos cortar isso de nossas vidas, lembrando que devemos nos preocupar e importar com as coisas que estão sob o nosso controle, e a opinião alheia não esta. Então se for necessário falar para atingirmos nossos objetivos e realizarmos nossas ações, que falemos, sempre sobre assuntos que agreguem algo, sem perdermos tempo com coisas fúteis e mundanas.

N.T: tradução minha a partir do texto de Elizabeth Carter disponível em http://classics.mit.edu/Epictetus/epicench.html.
Esse é um trabalho de pratica do meu inglês e também para conhecimento maior da Obra de Epicteto.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.