Manual de Epicteto – Enchiridion – 13

XIII. Se você quer progredir, esteja contente em ser considerado bobo ou estupido com relação as coisas externas. Não deseje que você seja lembrado como conhecedor de algo; e se mesmo que você pareça ser importante para os outros, duvide de você. Pois, é difícil manter sua capacidade de escolha de uma maneira alinhada a natureza, e ao mesmo tempo adquirir coisas externas. Pois enquanto você é cuidadoso com o primeiro, você deve negligenciar o segundo.

Opinião – um homem não pode ter dois deuses: ou ele tem a total liberdade de escolher livremente seus atos e pensamentos ou procura seguir a manada seus desejos coletivos. Não acredito ser possível viver abrindo mão de conquistas externas, precisamos de comida, alimento, abrigo, roupas, mas acredito fielmente que ao nos tornarmos mais fortes internamente, podemos adquirir somente o necessário externamente, fugindo então das necessidade que a sociedade cria em nós, nessa corrida dos ratos e também evitando o consumismo desnecessário. Nos desenvolvemos de dentro para fora, com os resultados externos sendo apenas reflexos dos trabalhos internos.

N.T: tradução minha a partir do texto de Elizabeth Carter disponível em http://classics.mit.edu/Epictetus/epicench.html.
Esse é um trabalho de pratica do meu inglês e também para conhecimento maior da Obra de Epicteto.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.