Terra-média: Sombras de Mordor

Terra-média™: Sombras de MordorHumanos, Orcs, Elfos, anões: um jogo que tenta capturar todo o folclore da obra de J. R. R. Tolkien e contar uma nova historia. Essa é a premissa de Sombras de Mordor. E ele consegue isso sendo um jogo divertido e recompensador.

Você joga como Talion, um capitão do tipo severo porém justo, que logo no começo do jogo vê sua vida mudar completamente: sua base é atacada, seus soldados derrotados e Talion é morto junto de sua esposa e seu filho em um ritual de magia. Porém esse seria o jogo mais curto da historia se acabasse ai, mas por motivos que você só descobre durante o jogo, Talion ressuscita como o ‘Nunca-Morto’ junto de um espectro que incorporou nele durante o ritual.

O jogo vai avançando e você vai descobrindo mais detalhes de Talion, do espectro e de todo o ambiente do jogo, como seu mundo se encaixa dentre as obras de Tolkien, no caso o jogo se passa entre as aventuras descritas no Hobbit e as descritas nos livros do Senhor dos Anéis.Terra-média™: Sombras de Mordor

Essas narrativa dirigida pela historia acontece através de objetivos principais e opcionais: os principais avançam a historia do jogo, descobrindo os maios porquês da historia. Os opcionais variam de coleta de ‘símbolos’ grafitados e artefatos que pertenceram ao espectro quando o mesmo ainda era habitante do mundo dos vivos. Nesses objetivos você entra num modo ‘visão alternativa’ onde vê o mundo pelos olhos do espectro, onde os inimigos e objetivos são realçados e todo o restante fica escuro, uma alteração ao modo detective dos últimos jogos do Batman.

Conforme você avança Talion e seu amigo espectro vão ficando mais poderosos, evoluindo suas habilidades e ganhando novas, então você começa o jogo como um soldado tipo o Capitão Nascimento, foda mas ainda ‘humano’ e termina no modo full Chuck Norris, uma verdadeira maquina de matar.

Terra-média™: Sombras de MordorGraficamente falando o jogo nas versões para PS4 (que foi a que eu joguei), Xbox One e PC é muito bonito, com ótimas texturas, bons efeitos especiais e um campo de visão bem grande, apesar de uma certa repetição nos cenários. Os inimigos vão se diferenciando e há alguns tipos básicos de Orcs, mas cada um ganha um detalhe aqui e ali e vão se diferenciando.

No campo do Áudio a Warner esta de parabéns pela dublagem do jogo, as falas estão interpretadas e não somente lidas, com os atores fazendo um belo trabalho. Os Orcs fazem comentários que vão evoluindo conforme você vai criando uma fama entre eles, e esses comentários começam como piadas e terminam com uma notável tensão e um certo medo deles quando falam do ‘Nunca-Morto’. Trabalhos NESSE nível são os que devem definir as dublagens no Brasil e não serem pontos fora da curva pela sua qualidade.

Falando novamente sobre os Orcs o jogo traz um diferencial quanto a sua dificuldade: apesar de Talion evoluir e ir ficando bem poderoso, seus inimigos também evoluem, no chamado sistema Nêmesis:: quando um inimigo te mata, ele ganha fama e poder dentro dos rankings dos Orcs, com direito a ganhar armaduras e armas mais poderosas. Um infeliz com o ‘apelido’ de “O Amputador” me matou tantas vezes que acabou se tornando mais difícil que o chefe do final do jogo.Terra-média™: Sombras de Mordor

Sombras de Mordor é o primeiro jogo que eu fecho na nova geração e acredito que comecei muito bem, pois é um jogo divertido, bem feito e com inovações (sistema Nêmesis). Pode se tornar um pouco massante quando se começa a fazer todas as missões paralelas e opcionais, porém as principais garantem muita diversão. Completei a ultima missão do modo historia com 69% do jogo e em 38 horas e 26 minutos.

Ficha Técnica
Título original: Middle-earth: Shadow of Mordor
Site: https://www.shadowofmordor.com/
Produtora: Monolith Productions
Distribuidora: Warner Bros. Interactive Entertainment.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.